Pilea Microphylla: Plantinha com Folhas Suculentas

como organizar quarto pequeno
Como Organizar um Quarto Pequeno: 4 Dicas Simples e Práticas
18 de agosto de 2022

Sabe aquela planta que mais parece uma bolinha, com centenas de folhas suculentas e que preenche todo o vaso? A Pilea microphylla é dessas. E para completar, o tom das suas folhas é um verde-claro que justifica seu adorável nome popular de Brilhantina.

A Brilhantina é uma plantinha pequena, extremamente ramificada e muito densa, que chega a atingir uns 35 cm de altura. É perfeita para locais dentro de casa, onde você precisa de plantas compactas, como por exemplo centros de mesa, estantes e cabeceiras.

Além disso, se você tem um jardim, saiba que a Pilea microphylla pode ser cultivada tanto à sombra de plantas maiores como também em pleno sol.

Vamos então ver algumas dicas para cultivar essa graciosa herbácea aí na sua casa.

Planta Brilhantina, Como Cuidar

A planta Brilhantina precisa de um substrato com capacidade de reter a umidade, mas que ao mesmo tempo seja aerado e solto. Você pode fazer misturas com fibra de coco ou casca de pinus que ajudam na aeração do substrato. Além disso, a terra rica em matéria orgânica vai ajudar a manter a umidade.

Para substratos que precisam manter a umidade constante, gosto de acrescentar sempre a vermiculita. Se você ainda não conhece, a vermiculita é um mineral esterilizado que consegue reter a umidade por mais tempo. O que é muito favorável para jardineiros que não podem regar todos os dias ou para quem simplesmente esquece de verificar a necessidade de água.

Achei esse artigo aqui, que explica muito bem, e com mais detalhes os benefícios do uso da vermiculita, além de mostrar a diferença para a perlita.

Substrato pronto, agora é hora de voltar a atenção para as regas. Como já mencionei, a Pilea microphylla gosta de umidade. Faça as regas até que a água escorra pelos furos no fundo do vaso. Espere alguns minutos e repita a rega.

Mas como saber se a rega deve ser diária ou não. Sempre testando com a ponta dos dedos. O substrato que ainda tem umidade vai sujar seus dedos. Então, isso indica que ainda não há necessidade de rega.

Por outro lado, ao afundar os dedos no substrato e ele sair limpo, é sinal de que sua Pilea já está com sede.

Veja Também: 5 Plantas de Interior Resistentes para Cultivar

Como Montar o Vaso para a Pilea microphylla

Plantas que precisam estar constantemente umedecidas, é bom sempre colocar uma camada de drenagem no fundo do vaso. Assim, as chances de a água formar alagamento são menores. Pode usar qualquer tipo de material que deixe a água escorrer livremente: argila expandida, cacos de telha, isopor, pedriscos …

Se quiser manter um ambiente mais úmido para a Pilea microphylla, você pode acrescentar um pratinho com cascalho ou argila expandida embaixo do vaso. Aí é só colocar água até chegar ao topo do cascalho.

Desta forma, você aumenta a umidade ao redor da planta.

pilea microphylla como cuidar e propagar

Como propagar a Pilea microphylla

A propagação da Pilea microphylla pode ser feita tanto por estacas ou por divisão da touceira.

Propagação por estacas

Para propagar a estaca, corte uma parte de pelo menos uns 10 cm de comprimento do caule da Pilea. Escolha cortar bem abaixo de um nó da folha. Essa parte é um ponto onde as raízes brotam facilmente. Ah, para fazer o corte use uma tesoura ou faca limpa; passar um papel com álcool é suficiente.

Com a estaca em mãos, retire todas as folhas da parte inferior, mas não retire as folhas superiores. Para ficar mais fácil de entender, divida mentalmente a estaca em 3 partes. Deixe nu o caule em apenas uma das partes, aquele onde foi feito o corte.

Agora coloque em um copo com água para que a Pilea crie pequenas raízes. Lembre-se de não deixar nenhuma folha em contato com a água, porque pode criar fungos e atrapalhar o enraizamento.

É importante manter a água sempre limpa até que você tenha alguns centímetros de raízes antes de passar para o substrato. Mas não demore muito para colocar na terra.

Tenha o mesmo cuidado com o broto da Pilea microphylla, ou seja, escolha um vaso com furos e drenagem no fundo e um substrato nutritivo e bem aerado. Assim que colocar o broto no vaso, regue bastante.

Mantenha essas regas mais frequentes até que perceba que a planta já está se desenvolvendo. A partir daí as regas podem ser como comentei antes.

Propagação por divisão

A propagação por meio da divisão da touceira é mais simples ainda. Você apenas enterra a muda diretamente no vaso preparado. E completa as laterais com substrato. Tente fazer uma leve pressão com as mãos para que a muda fique firme.

Você também sempre pode começar a partir das sementes se não estiver com pressa, mas talvez seja um desafio achar as sementes à venda. Porém, em uma busca rápida na internet, você encontra mudas para comprar da Pilea microphylla.

Veja Também: Como Replantar suas Plantas de Interior

Como Fertilizar

Você pode fertilizar a Pilea microphylla a cada dois meses. Eu gosto de usar um fertilizante de liberação lenta, que vem em grânulos coloridos. Uso também o Bokashi líquido que pode ser aplicado tanto no substrato como também nas folhas.

O importante é não exagerar, porque muito fertilizante disponível no substrato pode causar um efeito contrário e prejudicar as raízes da plantinha, que pode não resistir.

Enfim, você vai se apaixonar pela Brilhantina (Pilea microphylla). Conta aqui nos comentários qual a sua planta preferida de sombra e se você já tem uma dessas em casa. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.