5 Plantas de Interior Resistentes para Cultivar

Significado das Flores
Significado das Flores 24 Espécies e História da Simbologia
28 de junho de 2021
Como Cultivar violetas
Como Cultivar Violetas na Sombra dentro de Casa
30 de julho de 2021

Você tem planos de começar a cultivar plantas de interior mas não tem certeza sobre as espécies mais resistentes para esse ambiente? Então, veio ao lugar certo!

Saber qual planta comprar, inicialmente, vai te economizar tempo. Além disso, muito provavelmente você vai se livrar de algumas decepções.

As plantas de interior escolhidas aqui gostam de solo mais seco e podem ser mantidas na sombra sem que seu desenvolvimento seja prejudicado.

Certamente, são plantas mais fáceis de cuidar e que toleram um período maior sem água. Por causa disso, são espécies de vida longa, perfeitas para iniciantes e moradores urbanos mais ocupados.

Comigo-Ninguém-Pode (Dieffenbachia amoena)

Comigo-Ninguém-Pode (Dieffenbachia amoena)

Você vai encontrar uma boa variedade de Dieffenbachia e a mais conhecida delas é a Comigo-Ninguém-Pode. Com suas folhas verdes rajadas ao centro de branco ou amarelado são muito populares e formam um belo visual na decoração.

Gostam do solo seco e devem ser regadas mirando somente o substrato. Não molhe suas folhas.

Dependendo da época do ano as folhas podem amarelar ou murchar. É só retirar com um estilete ou tesoura.

Ao passo que, se exagerar na rega ela pode amarelar como um todo. Nesse caso,  corte a planta no caule deixando de 10 a 20 cm. Logo você terá novas folhas.

Contudo, tenha cuidado ao manusear sua Dieffenbachia, pois elas são plantas tóxicas. Nesse sentido, tanto para humanos quanto para os bichinhos de estimação. Se quiser ler mais sobre a toxidade das plantas clique aqui.

Falsa-Seringueira (Ficus elatica)

Falsa-Seringueira (Ficus elatica)

A Falsa-Seringueira é uma árvore tropical que pode chegar a mais de 20 metros de altura. E o melhor, você pode ter ela dentro de casa. Gente, e que maravilha! É uma das minhas plantas de interior e sombra preferida.

Muito versátil pode ser cultivada tanto na sombra, sol pleno, quanto a meia sombra. Tem as folhas rígidas e num tom de verde muito denso e escuro. Em síntese, a Falsa-seringueira exige baixa manutenção, com poucas regas.

Escolha vasos grandes pois suas raízes são agressivas. Tanto que devem ser trocadas de vaso a cada dois anos no máximo. Nesse momento, aproveite para cortar também as raízes.

Aspidistra (Aspidistra elatior)

Aspidistra (Aspidistra elatior)

A Aspidestra elatior é uma folhagem da família da Ruscaceae; a mesma da Barba-de-serpente. Porém suas folhas são grandes e largas e tem um verde intenso.

Você pode encontrar a Aspidistra também com folhas variegadas com riscos em tons de branco ou creme e ainda a maculata com pequenas pintinhas creme.

Gosta de solo rico em nutrientes. Uma fertilização a cada dois meses com adubo para folhagens é o suficiente para sua Aspidistra elatior continuar saudável.

Mantenha uma boa drenagem se for fazer o replante, garantindo que não fique água encharcando as raízes. Apesar de ser uma planta muito resistente, não suporta o excesso de água no substrato.

Escolha um local mais iluminado próximo as janelas, pois apesar de se desenvolver bem em sombra, a Aspidistra gosta de luminosidade abundante.

Zamioculca (Zamioculcas zamiifolia)

Zamioculca (Zamioculcas zamiifolia)

Com suas folhas grossas e pequenas a Zamioculca é provavelmente a planta mais resistente de todas elas.

Sua principal característica é suportar muito bem o esquecimento ou abandono por períodos sem água e mesmo assim manter a aparência perfeita.

Além disso, se você precisa de uma planta de interior para um local que não tenha muita luz, a Zamioculca é perfeita.

É uma planta de crescimento naturalmente lento, podendo chegar a pouco mais de 1 metro.

Por mais que a Zamioculca possa parecer perfeita como planta de interior, tenho que alertar sobre sua toxidade. Sendo assim você precisa saber que ela pertence a uma família de plantas tóxicas e medicinais, a Araceae.

Se depois de ler aqui você quiser conhecer mais sobre as Zamioculcas, como por exemplo, cultivo, fertilização, luminosidade, pragas e doenças basta clicar aqui.

 

Espada-de-São-Jorge (Sansevieria trifasciata)

Espada-de-São-Jorge (Sansevieria trifasciata)

Aqui estamos falando não apenas da Espada-de-são-jorge, como também da Língua-de-sogra, Espadinha-de-são-jorge, Espadinha-amarela e Lança-de-são-jorge.

É uma planta perfeita para ser usada em vasos nos quartos, pois seu sistema de troca de oxigênio e gás carbônico é contrário ao da maioria das plantas.

Você sabia que para evitar que a água escape por evaporação durante o dia, os estômatos (poros) das Sansevierias ficam fechados nesse período e o oxigênio armazenado, só é liberado durante a noite?

Sendo assim, se você precisa de uma planta de interior para decorar seu quarto, pense nas Espadas-de-são-Jorge.

Ou talvez aquele cantinho em casa, bem longe das janelas, que está precisando de uma plantinha…

Aqui em casa, por exemplo, minha Lança-de-são-jorge fica a mais de 12 metros da varanda e está super adaptada. Já surgiram novos brotos em menos de um ano.

São muito resistentes tanto a baixa luminosidade quanto falta de água.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.