Dicas de Ouro para Manter seu Lírio-do-Vento Saudável e Florido

como-fazer-muda-de-filodendro-
Como Fazer Muda de Filodendro Passo a Passo
6 de maio de 2024

Sabia que existe um simbolismo relacionado ao Lírio-do-Vento? Suas flores são como um sinal de renovação e esperança. Elas trazem a chegada de novos começos já que o seu padrão de florescimento ocorre após as chuvas.

Sabe quando o vento forma aquela onda de flores em movimento nos jardins? Então, não é à toa que ela recebeu esse nome popular.

O Lírio-do-Vento, recebe o nome científico de Zephyranthes candida, é originário das regiões temperadas da América do Sul, especialmente da Argentina, do Uruguai e sul do Brasil. A espécie foi descrita pela primeira vez em 1823 pelo botânico inglês John Lindley.

Características do Lírio-do-Vento

O Lírio-do-Vento é uma planta herbácea, bulbosa e perene que tem folhas estreitas, roliças e alongadas, podendo alcançar até 30 cm de comprimento.

As folhas são bem numerosas, formando tufos ou touceiras eretas que destacam a linda flor branca.

As flores, que emergem principalmente na primavera e no verão, são brancas, às vezes com um leve tom rosado na parte externa. Elas surgem solitárias no ápice de uma bainha semelhante a papel que inicialmente parece uma nova folha.

Tipos de Zephyranthes

O nome “Zephyranthes” vem da palavra grega “Zephyros” e significa “vento oeste”. É na verdade uma referência à leveza das flores e à sua capacidade de se movimentar e se espalhar facilmente pelo vento.

O Lírio-do-Vento (Zephyranthes candida) pertence à família Amaryllidaceae, e tem duas espécies irmãs com flores rosas ou amarelas.

  1. Lírio-do-zéfiro (Zephyranthes robusta): originário do Sul do Brasil, tem flores rosadas. Gosta de sol pleno, é tolerante ao frio, é uma espécie robusta e são capazes de se desenvolver em jardins litorâneos, em solos de alta salinidade.
  2. Lírio-do-brejo-amarelo (Zephyranthes sulphurea): é nativo da América do Sul e se destaca por suas flores vibrantes em tons de amarelo, que variam do amarelo-pálido ao amarelo-escuro. Preferem o solo úmido e bem drenado.

flores rosas à esquerda e flores amarelas à direita

Onde colocar o Lírio-do-vento

Queremos lindas e abundantes flores, não é mesmo? Sendo assim, precisamos escolher um local com sol, mas em regiões de clima ameno.

Não importa se direto no solo do jardim ou em vasos e jardineiras, o seu Lírio-do-vento vai florescer mais sob a luz solar.

Quando cultivado na meia-sombra também floresce, mas com menos vigor do que se estiver no sol pleno.

Mas, isso é importante: você deve evitar colocá-lo sob a luz solar direta e intensa durante as horas mais quentes do dia, quando em climas mais secos.

Tipo de solo

Como se trata de uma espécie com bulbos, o solo precisa ser leve e bem drenado. E é fundamental, para evitar o apodrecimento dos bulbos, que a terra não fique encharcada por muito tempo.

Como regar o Lírio-do-vento

Quando estiver em crescimento ou então no período de floração, as regas precisam ser regulares. Isso deve ser feito sempre evitando empapar demais o substrato ou o solo do seu jardim.

Um truque para conseguir o florescimento entre a primavera e o verão, na falta de chuvas, é regar por um período maior de tempo durante o dia para simular essa chuva.

Clima ideal

Essa planta se adapta bem a climas temperados e subtropicais, com temperaturas entre 15°C e 25°C, por exemplo.

Em regiões do Sul do país, com geadas frequentes, é preciso protejer os bulbos durante o inverno com uma camada de palha ou outro material isolante.

Como Adubar o Lírio-do-Vento

Utilize um fertilizante líquido balanceado uma vez ao ano, no período da primavera, justamente para estimular a floração. E claro, repor os nutrientes que a planta precisa.

 

1 Comment

  1. Ronaldo Celestino da Silva disse:

    Tudo muito lindo
    Soou apaixonado por plantas e flores

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *