Planta Bambu da Sorte: Como Cuidar e Simbolismo

Aphelandra como cuidar
Aphelandra: Como Cuidar da Espiga-Dourada
19 de fevereiro de 2024
como cuidar de um cacto
Como Cuidar de Um Cacto
4 de março de 2024

Vou te contar sobre uma das minhas plantas favoritas para enfeitar os banheiros, a Dracaena Braunii, que você talvez conheça como “Bambu da Sorte”. Essa planta é um verdadeiro charme e carrega uma energia de boa sorte e prosperidade, pelo menos é o que dizem.

Mas, sabia que ela nem é um bambu de verdade? É uma dessas belezuras que vem da família Asparagaceae, e que tem outras irmãs Dracaenas que dão um show em folhagens nos jardins.

Vou compartilhar tudo que aprendi sobre como mantê-la com folhas verdes e saudável, mesmo em ambientes internos.

Planta Bambu da Sorte: Como Cuidar

Cuidar do Bambu da Sorte é como aprender sobre a luminosidade da maioria das plantas dentro de casa. Alguns poucos detalhes apenas são suficientes para manter essa planta feliz e saudável. Hoje, vamos começar com luz.

O Bambu da Sorte gosta de Sombra com Muita luz

Sim, embora o Bambu da sorte goste de sombra ele precisa da sombra bem clara. E se estiver no jardim, ele prefere a meia-sombra.

Dentro de casa, ele é daquelas plantas que adora um lugarzinho ao lado da janela, onde a luz do sol dá aquele alô, mas sem ser direta.

Bambu da sorte dentro de casa

Mas pode cultivar no banheiro? Pode, desde que seu banheiro seja bem iluminado, com janelas que deixam entrar muita claridade.

E se a planta não estiver satisfeita com a luz do local que você escolheu, ela dará sinais. Você logo vai perceber as folhas amarelando no Bambu da Sorte. Então, para salvar sua planta, escolha um novo local.

Como Regar e escolher um Substrato

Manter um equilíbrio na rega e escolher o substrato certo é quase uma receita de bolo: ou seja, você não quer nem muito seco, nem muito úmido, apenas o ponto certo que deixe sua planta confortável.

Vamos começar pelo vaso com substrato. Sempre com bons furos de drenagem, porque até a água precisa de uma rota de fuga, não é?

  • Rega: a água é essencial, claro, mas na medida certa. Eu costumo checar o solo com o dedo, assim, meio que dando um oi para as raízes. A terra precisa estar umedecida, mas sempre com o cuidado de não ensopar. Deixe apenas os primeiros centímetros do solo um pouco secos. Uma rega moderada, até ver um pouquinho de água saindo pelos furos de drenagem do vaso, já está de bom tamanho. E entre uma rega e outra, não deixo o solo secar totalmente.
  • Substrato: eu uso um substrato comum e acrescento um pouco mais de húmus de minhoca. Mas pode ser esterco ou mais composto orgânico. Algo que segure a umidade necessária, mas ao mesmo tempo deixe o excesso de água escapar facilmente, evitando que as raízes fiquem encharcadas e acabem apodrecendo.

De Onde Vem a Dracaena Braunii?

A gente entende um pouco melhor a planta quando sabemos de suas origens. A Dracaena Braunii vem das regiões tropicais e subtropicais da África, Ásia e Oceania.

Seu habitat de origem possui desde climas úmidos e quentes até aquela brisa mais amena das terras subtropicais.

Ela faz parte dessa grande família Asparagaceae, que tem espécies tão interessantes como o Agave-palito e o Aspargo-pluma.

E como comentei anteriormente, ela não é um bambu, mas recebe este nome pois o seu caule é diferente das outras Dracenas. Seus nós e entrenós são bem marcados e distantes um dos outros, lembrando a aparência do caule do bambu original.

Significado de Dracaena

O nome “Dracaena” tem raízes gregas e significa “fêmea dragão“. A origem desse nome está ligada à seiva avermelhada que algumas espécies de Dracaena produzem.

Tal seiva vermelha, antigamente, era considerada como “sangue de dragão”. Mas porque os antigos faziam essa associação?

  1. Cor: A cor vermelha da seiva era semelhante à cor do sangue, o que levou as pessoas a acreditarem que era uma substância mágica com propriedades curativas.
  2. Lendas e Mitos: Dragões eram frequentemente retratados como criaturas poderosas e ferozes com sangue vermelho. Assim, a seiva avermelhada era vista como uma representação física dessa força e poder.
  3. Propriedades Medicinais: A seiva avermelhada de algumas árvores, como a Dracaena cinnabari, tem propriedades medicinais reais. As pessoas que usavam essa seiva para tratar doenças e feridas acreditavam que sua eficácia era devido à sua ligação com o sangue de dragão.
  4. Simbolismo: O vermelho era frequentemente associado a sangue, vida, força e poder em muitas culturas. A seiva avermelhada era vista como um símbolo desses conceitos, o que a tornava ainda mais mística e valiosa.
  5. Falta de Conhecimento Científico: No passado, as pessoas não tinham o conhecimento científico que temos hoje. Eles não sabiam que a cor da seiva era causada por pigmentos naturais e não por sangue.

Com o tempo, a associação entre a seiva avermelhada e o sangue de dragão se tornou uma crença popular, que aliás, persiste até hoje.

E o “Braunii“? Bom, é uma homenagem a um cara super inteligente, o Alexander Braun, que provavelmente passou a vida inteira com as mãos na terra estudando plantas.

Essa mistura de mitologia com homenagem acadêmica dá à Dracaena Braunii um ar de mistério, afinal, não acha?

Ao mesmo tempo, a expressão “dragão feminino”, sempre me faz pensar nela como uma guardiã mística da casa.

bambu sala

Simbolismo do Bambu da Sorte

O Bambu da Sorte é um símbolo de prosperidade e boa sorte em diversas culturas asiáticas, sobretudo na China e no Japão.

Até mesmo o número de caules da planta também pode representar um significado especial. Com uma boa pesquisa, reuni aqui os fatos mais interessantes em torno do simbolismo do Bambu da Sorte:

  • Crescimento e Vitalidade: o bambu é uma planta que com crescimento rápido e de forma resiliente, simbolizando o crescimento pessoal, profissional e financeiro.
  • Flexibilidade e Adaptabilidade: o Bambu é considerado uma planta flexível, que se adapta a diferentes condições climáticas, simbolizando assim a capacidade de se adaptar às mudanças e superar desafios.
  • Força e Resistência: como planta forte e resistente, o bambu simboliza força interior, perseverança e, além disso, capacidade de superar obstáculos.
  • Sorte e Prosperidade: na cultura oriental, o número 8 é considerado um número da sorte, ligado a diversos conceitos positivos. São eles: abundância, crescimento, sucesso, longevidade, equilíbrio e harmonia. O caule reto e alongado do Bambu da Sorte se assemelha à forma do número 8 quando escrito em chinês. O que o torna um símbolo de boa sorte e prosperidade.
  • Longevidade e Felicidade: O bambu é uma planta que pode viver por muitos anos, assim sendo, simboliza a longevidade, a saúde e a felicidade.

Simbolismo do número de hastes do Bambu da Sorte

Se você reconhece e simpatiza com as tradições, costumes e crenças dos orientais, então vai gostar de saber que o número de hastes também pode simbolizar diferentes conceitos.

  • 1 Haste: Sorte para a vida
  • 2 Hastes: Amor e união
  • 3 Hastes: Felicidade, riqueza e longevidade
  • 4 Hastes: Proteção contra doenças
  • 5 Hastes: Riqueza, criatividade e entusiasmo
  • 6 Hastes: Prosperidade e harmonia
  • 7 Hastes: Boa saúde
  • 8 Hastes: Crescimento e abundância
  • 9 Hastes: Sorte e sucesso
  • 10 Hastes: Perfeição e realização
  • 21 Hastes: Grande sorte e fortuna.

Como Atrair Boas Energias com o Bambu da Sorte

  • Coloque o Bambu da Sorte em um local de destaque na sua casa ou escritório.
  • Mantenha a água do Bambu da Sorte limpa e fresca.
  • Faça um pedido ao Bambu da Sorte quando trocar a água.
  • Presenteie alguém com um Bambu da Sorte para propagar as boas energias.

Como cultivar o Bambu da Sorte na água

Cultivar Bambu da Sorte na água é uma das maneiras mais legais e simples de ter essa planta dentro de casa sem precisar virar especialista em jardinagem.

bambu da sorte na água

Além de ser super decorativo, tem todo um quê de tranquilidade e, claro, de sorte envolvido.

  1. Escolhendo o Recipiente: a primeira coisa que você vai precisar é de um vaso bacana. Pode ser de vidro, cerâmica ou outro que você goste. Aqui, a criatividade é sua amiga. Mas o vaso transparente será melhor para você acompanhar o nível e a limpeza da água. Além disso, verá as raízes crescendo. A transparência também deixa a luz chegar até a planta, portanto, super importante.
  2. Água: a água é, obviamente, essencial aqui. Ela deve ser trocada ao menos uma vez na semana ou quando estiver com aspecto mais turvo.
  3. Pedras e Areia: para dar aquela base firme e também um visual bonito, coloque pedras decorativas. Isso não só segura o bambu no lugar, mas também adiciona um toque todo especial à decoração. Estas pedras também devem ser lavadas de tempos em tempos para remover qualquer sujeira ou impureza.
  4. Nível de Água: a água parada pode acabar virando lar de mosquitos, assim deixe o nível da água sempre abaixo da altura das pedras.
  5. Luz: lembre-se que seu Bambu da Sorte gosta de luminosidade abundante, assim um cantinho bem claro pode resolver. Se notar que as folhas estão ficando amarelas, pode ser um sinal de que a planta está recebendo luz de menos.

bambu da sorte como cuidar

Como adubar o Bambu da Sorte na água e no vaso

Embora as recomendações sejam adubar ao menos uma vez ao mês, confesso que dou um espaço maior. Coloco um adubo diluído em água a cada seis semanas, mais ou menos.

E ainda assim, sou bem econômica na quantidade de adubo, pois errar no adubo para mais, ou seja, colocar em excesso, pode ter consequências bem ruins para a planta.

Assim, de acordo com as instruções do fabricante do fertilizante que você tem em casa, coloque a metade da força do indicado na embalagem.

Use um adubo químico do tipo NPK 10-10-10 se seu Bambu estiver sendo cultivado em água. Ele é balanceado e garante todos os nutrientes de que sua planta precisa.

Ao contrário, se o cultivo estiver sendo feito em vaso com substrato, você pode usar tanto o adubo químico quanto o orgânico.

Enfim, gostou das dicas? Já tem um Bambu da Sorte em casa?

11 Comments

  1. Irma Fontes disse:

    Eu amo o bambu da sorte. Gosto também dos encaracolados. Obrigada pela orientação no cultivo e o desejo de Boa Sorte. Bom dia

  2. Maria Helena de Melo disse:

    Eu adorei as dicas adoro plantas ,mas não sei cuidar .
    Muito obrigada pela ajuda.

  3. madalenamartins disse:

    AMEIIIIIII QUERO CULTIVAR .

  4. madalenamartins disse:

    EU ESTOU AMANDO CONHECER COMO CULTIVAR PLANTAS

  5. Edite Rukat disse:

    Gostei muito das informações sobre o Bambu da Sorte! Espero me ajudar muito, bem explicado.Obrigada!

  6. Regina Magalhaes disse:

    O meu começou a aparecer uns pontinhos tipo ferrugem nas folhas, o que pode ser isso e como tratar?

    • Casa Maria Lucia disse:

      Olá Regina, pontinhos com bordas delimitadas geralmente são fungos. Muitos fungos surgem em ambientes abafados, com muita umidade e excesso de água. Avalie se é esse o caso da sua planta e trate o mais rápido possível, seja com receitas naturais ou fungicida específico.

      • Carlos Eduardo disse:

        Bom dia. Excelentes dicas sobre o bambu da sorte. Meu bambu da sorte nas pontas das folhas, estão aoarendo manchas marrom o que devo fazer oara tratar isto?

  7. Simone disse:

    Já cultivei na água, começaram a amarelar as folhas.Dai plantei em substrato, ontem estava observando a as folhas voltaram a ficar verdes,pensei até ter matado meu bambú da sorte…

  8. Simone disse:

    Meu bambú da sorte ficou lindo no substrato

  9. Jane disse:

    AMEI saber adorooooo o bambu da sorte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *